Tópicos em alta: outubro rosa / top of mind 2019 / sarampo / CPI dos ônibus / polícia

As sutilezas dos vinhos

Você conhece as regras básicas de harmonização?

Por Patrícia Alvim

23/06/2019 às 07h00 - Atualizada 19/06/2019 às 16h28

Vinho, por si só, já é uma delícia, mas todos nós sabemos como é bom quando ele acompanha uma boa comida, não é? Quem nunca ficou em dúvida de qual vinho escolher para acompanhar aquele prato especial? O avanço da tecnologia e as descobertas de novas técnicas, tanto no mundo do vinho quanto no da gastronomia, trouxeram novos sabores, novas texturas, variedades de aromas e aumentaram muito as possibilidade de excelentes combinações.

Harmonizar vinho e comida é uma arte que pode nos levar aos mais profundos níveis de sutilezas, mas é também, antes de tudo, uma forma de você aproveitar melhor o que os dois têm a oferecer. Mesmo sendo algo em que podemos mergulhar fundo, alguns poucos cuidados e atenção já são capazes de tornar a experiência surpreendente ou, no mínimo, interessante. De acordo com Marco Morais, mestre, professor e responsável pela ABS Minas – unidade Juiz de Fora; responsável pela escola CAFA Wine School de Bordeaux – Juiz de Fora, “o princípio mais básico da harmonização seria a de combinar pratos leves com vinhos mais leves, geralmente os brancos e, pratos mais pesados com vinhos mais encorpados, geralmente tintos. Ainda é importante consideramos as possibilidades de harmonização por semelhança, oposição/contraste e por regionalismo; essa, quando um vinho expressivo de uma região e um prato típico da mesma região, se complementam”.

Muito se engana quem pensa que quanto mais antigo o vinho, melhor é a sua qualidade. Qualidade podemos encontrar tanto em vinhos jovens, prontos para beber, quanto em vinhos de guarda. “Importante é entendermos que nem toda uva tem potencialidade para ser longeva. Vinhos de guarda (Vinhos com potencialidade para evoluir com o tempo) apresentam no rótulo a inscrição ” Reserva”, vinhos que estagiaram em barricas de madeira francesa, eslovenas ou americanas, ganham estruturas de amadurecimento. Não confundir Reserva com Reservado, este último, vinhos com qualidade inferior”, conta Marco Morais.

Uma novidade nesse universo dos vinhos é o estado de Minas Gerais com produção recente (cerca de 30 anos), que, nos últimos 10 anos, tem ganhado destaque internacional. Se você é apaixonado por vinhos e quer saber mais novidades não pode perder o Empório Wine & Liquor, de 5 a 7 de julho, no Shopping Spazio Design. Para Jefre Milione, um dos organizadores, o objetivo do evento é descomplicar o vinho, oferecendo conhecimento qualificado aos participantes por meio de workshops com quem entende do assunto e ainda expositores com rótulos de todo o mundo, para venda, degustação e harmonização de vinhos e licores. Será uma experiência imperdível para quem ama a bebida ou tem interesse em conhecer mais!

O conteúdo continua após o anúncio

Ficha técnica:

Fotos Isabelle Salvi e Arquivo pessoal Marco Morais

Patrícia Alvim

Patrícia Alvim

Sou graduada em Direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Atuei como modelo e apresentadora do programa Panorama Revista, veiculado na TV Panorama, hoje TV Integração (Rede Globo). Ministro cursos de maquiagem, postura e etiqueta e produzo desfiles, catálogos e editoriais de moda para revistas. Ainda comando e apresento o programa "Moda e Estilo", veiculado na Rádio CBN. Além de escrever para a coluna "Moda e Estilo" inserida no jornal Tribuna de Minas. Sou empresária, diretora de uma agência de modelos e ainda possuo várias plataformas de mídias como Site, Instagram e Fanpage, todas com sucessos recordes de visitações e likes. Outro produto, é a Revista Patrícia Alvim, que está na quarta edição.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia