Tópicos em alta: polícia / chuva / crise fiscal

Partiu?

Por Renato Salles

16/03/2018 às 06h00 - Atualizada 16/03/2018 às 08h05

Sábado, sétimo dia da semana. Dezessete de março de 2017. Dezessete horas. Não há desculpa para o torcedor juiz-forano não comparecer ao Estádio Municipal neste fim de semana para apoiar o Tupi no primeiro jogo após o histórico 7 a 1 aplicado sobre o Democrata no domingo passado. O time está embalado. É quarta de final de Campeonato Mineiro. É clássico regional contra a Tombense. É decisão de um jogo só. Quem ganhar passa. Se empatar, vale a emoção das penalidades. Ou seja: um jogo recheado de motivos e detalhes para o Mário Helênio ter uma lotação digna da paixão da cidade pelo futebol.

O conteúdo continua após o anúncio

Mais do que todos os requintes de emoção detalhados acima, o Tupi merece a presença do seu torcedor. A trajetória de recuperação da equipe na competição sob a batuta do agora efetivado Ricardo Leão é digna de aplausos. De pé. Foram seis jogos, quatro vitórias, um empate e apenas uma derrota. Foram 14 gols marcados na competição, contra apenas quatro sofridos. Treze pontos conquistados. Aproveitamento 72,2%, melhor que os desempenhos apresentados por equipes da capital como Atlético e América, atrás apenas do invicto Cruzeiro.

Por fim, mais do que os números detalhados acima, o time está jogando uma bola redonda e com uma dedicação contagiante. Do goleiro ao último homem de frente. Ou seja: quem gosta de futebol, de fato, tem a obrigação de marcar presença no Estádio Municipal. E aí? Partiu?

Renato Salles

Renato Salles

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia